domingo, 6 de março de 2011

A primeira para Kayak com cheiro tropical e um exemplo a seguir

 

jamaica1

Estava em falta no meu currículo uma cana para Kayak fishing e não podia preencher essa lacuna com melhor tema e cliente.

Miguel Serra de seu nome, calmo, muito calmo, apesar de algum atraso da minha parte na entrega desta menina.

O Miguel procurou-me após tomar conhecimento das Made in Portugal através da internet. A ideia era construir uma cana curta (1,75m), com  três ponteiras e a Jamaica como tema mas mantendo a cana discreta e simples. Julgo que atingi os objectivos.

Blank em conolon nacional, leve, flexível e muito forte, possibilitando construir uma cana polivalente que permite capturar desde peixes de pequeno porte até uma corvina de 15 ou 20kg. Nenhum outro blank me dá tamanha amplitude de aplicações como o nosso conolon.

Cabo em EVA e manga retráctil (split grip), passadores Fuji K, porta carretos Fuji em grafite, três ponteiras (duas em carbono e uma em fibra de vidro), enrolamentos em preto e as cores da Jamaica e um gráfico com alguns pormenores que me agradaram bastante assim como ao Miguel.

Melhor do que as palavras só mesmo as imagens.

No batente usei uma peça de EVA com a forma de uma pêra, de proporções algo exageradas mas muito confortável seja qual for a forma como se encaixe a cana no braço, rematada  com uma peça em alumínio e o enrolamento com três riscas em vermelho, amarelo e verde seguido de preto e mais uma risca verde.

jamaica-butt

O cabo, para além da peça acima descrita, é constituído por uma zona central em manga retráctil seguida de mais uma peça em EVA.

jamaica-grip

Porta carretos Fuji em grafite.

jamaica-reelseat

Um detalhe da parte superior do porta carretos, com a aplicação de uma pequena peça em alumínio.

jamaica-detail

No gráfico, o tema quase que obrigava à presença de um ícone da Jamaica e da música a nível mundial: Bob Marley!

Juntei uma pequena foto do músico, discreta, o nome do cliente, três riscas com as cores jamaicanas, os habituais logos e as especificações técnicas.

Simples mas muito sugestivo e adequado.

jamaica-graphic

jamaica-graphic1   jamaica-graphic2

Os passadores Fuji K com os enrolamentos em preto e com as cores da Jamaica.

jamaica-guide

A primeira cana para Kayak Made in Portugal.

Um cheiro a Verão que começa a aproximar-se

Um exemplo a seguir!

As embarcações marítimo-turísticas têm, com algumas excepções, má fama. Desde Mestres descuidados a barcos sem condições, conta-se de tudo um pouco. Por isso quando surge um Mestre com vontade de melhorar essa imagem é de assinalar e enaltecer.

É o caso do Nuno Madruga. Mestre de uma embarcação, o “Profisher”.

O Nuno surpreendeu-me quando me solicitou que construísse três canas iguais para poder oferecer aos seus clientes a possibilidade de pescarem com bom material mesmo que não o tenham.

Três canas em conolon nacional, com 2,70m, simples na sua construção mas com componentes de qualidade: passadores e porta carretos Fuji.

As canas, a pedido do Nuno, são completamente pretas com excepção do gráfico, onde figura o nome da embarcação e uma carta náutica de Setúbal em fundo. Cabo forrado com manga retráctil e relevo em forma de diamante.

madruga1

Os porta carretos com uma pequena risca de côr diferente nas três canas para as distinguir.

madruga

madruga-reelseat

Os passadores Fuji “embutidos” na cana. Uma técnica que ainda não tinha utilizado.

madruga-guides

Estão assim apresentadas mais quatro meninas.

Outras tantas já aguardam impacientemente pela sua vez e em breve vão aqui chegar.